Friday, August 31, 2007

ESTRATUAGEM



(pro paZtor Sugar(foto)- porque ele lia muito esse trecho)


A estrada é minha fixação, minha via respiratória.
Meu Édipo realizado.
Nela sou incêndio. Terremoto/diluvio/ventania.
Sou os quatro elementos em convulsão simultânea.
Minhas garras brilham.
Minha cabeça explode.
Meu sangue corre limpo e perfumado ( na estrada)
Longe da sífilis de concreto.
Faço da pele escamas e garfos (faço) de minhas mãos
Tenho a cor da liberdade
...em estado de graça de riso de sol e nascer do dia
Tenho a paixão das águias
E a transparência das gaivotas ( ao entardecer)
Não pare na ida, não pare na volta
Solte os laços, solte os cintos
Solte o vôo e nós seremos os ciganos
Da rota do Norte.

De Joel Macedo, novembro de 71 ( Livro Tatuagem)

www.myspace.com/freakoutmuzik
http://www.youtube.com/watch?v=DHYrYib8Y44

2 comments:

Oliver said...

O Tatuagem é um livro que a maioria dos que o mencionam conhecem apenas fragmentos. O autor não pode e/ou não quer reeditar...acho... Tive um contato breve com o Joel Macedo e tenho esta opinião que mais pessoas têem.
Tenho o livro - Tatuagem - gosto muito do conto O Cossaco - e sugiro que quem queira ler algo na mesma linha de trabalho e muito bem elaborado: anos 70, hippies, contracultura, drop out, Oriente,"viagens" etecetera e tal que leia Ponto final Katmandu do Lucio Martins Rodrigues que é relativamente fácil de ser encontrado e com preço na base dos 10 meréis.

Anonymous said...

vi isso agora!!!!
vou prucurar esse
abs

OUÇA A PALAVRA ELÉTRICA VOL.1